Rejuvenescimento Facial (Lifting facial)

Marque sua consulta com
Dr. Spíndola.

O Lifting Facial, facelift, ritidectomia ou ritidoplastia são técnicas cirúrgicas.

O objetivo do procedimento é o rejuvenescimento, ou seja, a melhora substancial e harmoniosa dos sinais do envelhecimento na área do rosto e pescoço.

Pode abordar problemas como:

  • Flacidez no terço médio da face
  • Vincos profundos abaixo das pálpebras inferiores
  • Vincos profundos ao longo do nariz que se estende ao canto da boca
  • Gordura que tenha baixado ou tenha sido deslocada
  • Perda de tônus muscular na face inferior, podendo causar papada
  • Pele frouxa e excesso de depósitos de gordura sob o queixo e a mandíbula

A cirurgia plástica é uma necessidade de pacientes que se deparam com a flacidez decorrente da diminuição da produção de colágeno e o envelhecimento que pode gerar um incômodo que vai da aparência a aspectos funcionais. Em geral, depois dos 40 anos, esta abordagem cirúrgica proporciona resultados que tratamentos não cirúrgicos não alcançariam. 

O tratamento da área T, que inclui nariz e testa, mandíbula e pescoço, visa o equilíbrio dos traços naturais e possibilita tirar a expressão cansada das feições para pacientes de qualquer gênero. 

A estratégia cirúrgica poderá ser definida com base em áreas-foco.  

  • O lifting frontal ameniza rugas e linhas de expressão da face.
  • O lifting temporal é focado no levantamento das sobrancelhas (a cauda ou final delas).
  • O lifting cervicofacial é o procedimento que trata flacidez na face e região do pescoço.  

O tratamento que leva ao rejuvenescimento da expressão também poderá incluir procedimentos adjuvantes, dependendo da recomendação do cirurgião plástico. Recursos como os implantes faciais,redução de rugas por procedimento, técnicas de peeling ou laser, por exemplo, podem melhorar os resultados do facelift e a textura, tonalidade da pele. 

Abordagem tradicional

De maneira geral, a cirurgia inclui uma incisão tradicional, que vai das têmporas, região do couro cabeludo, continua em torno da orelha e termina na parte inferior do couro cabeludo. 

A estratégia cirúrgica é sempre individualizada, mas inclui esculpir a gordura e a redistribuição e reposicionamento dos tecidos, amenizando os aspectos envelhecidos na face, papada e pescoço. Os músculos são levantados e uma outra incisão muito comum logo abaixo do queixo é um recurso para melhorar a aparência do pescoço. 

Abordagem alternativa

Pode-se dizer que uma das opções já comumente usadas é a abordagem que usa incisões menores na região das têmporas, continuando em torno da orelha e possivelmente dentro das pálpebras inferiores ou sob o lábio superior. 

Este tipo de incisão foca a papada, pele flácida do pescoço e contempla o lifting de pescoço que corrige o acúmulo de gordura sob o queixo. Isso porque, a incisão para o lifting de pescoço geralmente começa na frente do lóbulo da orelha, passa por trás delas e termina na parte inferior do couro cabeludo.

Nos dois casos, as suturas ou adesivos de pele são usados para fechar as incisões. As cicatrizes são sempre posicionadas de maneira discreta, escondidas no couro cabeludo e nos contornos naturais do rosto e ouvido.

Elabore seus anseios e converse com seu médico  

A expectativa do paciente quanto aos resultados deve ser pautada por uma visão realista e positiva do procedimento, que precisa ser exaustivamente discutido com o médico. 

A saúde emocional é um fator primordial para a realização de uma intervenção cirúrgica de natureza estética que não é, por si só, a garantia para resolver problemas pessoais e de aceitação da aparência.

Marque sua consulta com Dr. Spíndola.

Perguntas Frequentes

Principais dúvidas sobre os procedimentos

Pacientes adultos com flacidez excessiva causada pela falta de produção de colágeno, que apresentam aparência cansada e envelhecida da face e pescoço.

A abordagem é sempre individualizada e será definida com o cirurgião plástico, dependendo da necessidade do paciente. 

Na abordagem tradicional, a incisão vai da região temporal, continua em torno da orelha e termina na parte inferior do couro cabeludo. 

Na abordagem alternativa, as incisões são menores na região temporal, continuando em torno da orelha e possivelmente dentro das pálpebras inferiores ou sob o lábio superior. 

As cicatrizes são sempre posicionadas de maneira discreta, escondidas no couro cabeludo e nos contornos naturais do rosto e ouvido.

 

Local com sedação ou geral.

De 4 a 5 horas, dependendo das regiões tratadas.

De 12 a 24 horas.

A redução de edemas ou inchaços permite que parte do resultado final seja visto depois de algumas semanas depois do procedimento e o eventual uso de dreno não deve causar ansiedade ou preocupação aos pacientes. 

Avaliamos a extensão da área tratada e o acúmulo de líquidos pode ser uma das etapas consideradas normais no pós-operatório e acompanhamento, portanto, basta confiar na equipe médica e seguir as recomendações com tranquilidade.



É preciso realizar todos os exames solicitados pelo cirurgião e informá-lo sobre todos os remédios que faz uso, de anticoncepcionais à antidepressivos, por exemplo. A interação medicamentosa pode interferir na coagulação, se estiver tomando medicamentos à base de ácido acetilsalicílico, antigripais, inibidores de apetite, ginseng e ginkgo biloba, é necessário interromper o uso 14 dias antes da cirurgia.

Quando o procedimento for finalizado, uma bandagem pode ser colocada delicadamente em torno do rosto para minimizar inchaço e hematomas, assim como um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele, para tirar o excesso de sangue ou fluido. São indicadas também compressas geladas nos primeiros 3 dias. 

Pode levar até seis meses para que as linhas de incisão fiquem com aparência normal. 

O uso de óculos de sol é recomendado, pois a expressão de franzir ao contato com excesso de claridade prejudica a cicatrização. 

A exposição ao sol também não é recomendada e, ao sair de casa, deve-se reforçar a aplicação do protetor solar FPS 30. Entretanto, para exposições longas (praias, banhos de sol), aconselha-se aguardar um período mínimo de 90 dias. O uso de maquiagem fica liberado após a retirada dos pontos.



Em 1 semana.

Marque sua consulta com Dr. Spíndola.

WhatsApp chat